Logotipo OAB Subseção juiz de Fora X

Notícias - Evento da OAB/JF discute metodologia da Constelação Familiar - OAB/MG Subseção Juiz de Fora

 

Esqueci minha senha

 

Ainda não é cadastrado? Clique aqui para se cadastrar

 
 

Home » Notícias » Evento da OAB/JF discute metodologia da Constelação Familiar

Notícias

Evento da OAB/JF discute metodologia da Constelação Familiar

Leia a noticia completa sobre Evento da OAB/JF discute metodologia da Constelação Familiar

14MAR

      A OAB Juiz de Fora, através da Comissão de Direito de Família e da Escola Superior da Advocacia (ESA), realizou, na noite do dia 12 de março, o evento “A constelação familiar como meio de resolução de conflitos judiciais no direito de família”, no Auditório da Escola.
    O evento discutiu a técnica das Constelações Familiares, método que utiliza conceitos de sociologia, psicologia, psicanálise e terapia sistêmica, aplicadas à área do Direito, e que tem sido utilizado oficialmente por 14 Tribunais de Justiça no Brasil, incluindo o Tribunal Mineiro.
     Na ocasião, que teve como palestrante a Consteladora, Coach e Facilitadora de processos terapêuticos, Gal Sant' Anna, foi realizada a análise do modelo atual da constelação, discutindo, ainda, maneiras de utilização que integram o advogado e as vantagens da ferramenta para a advocacia. 

 

Fotos

Compartilhar notícia

 

Comente:

 
 

Comentários:


Gal San't Anna, imperdível!


Fátima Borges - Há 10 dias

Gal San't Anna, imperdível!


Fátima Borges - Há 10 dias

Recebi o convite para proferir a palestra, sentindo- me muito honrada, e ainda mais, por ter encontrado naquele auditório, tanta receptividade nos participantes, que na sua totalidade, senão em sua maioria, mostravam-se interessados na consideração da inclusão da abordagem sistêmica e fenomenológica - Constelações Sistêmicas - como recurso valioso e disponível a liberação das melhores soluções possíveis para as questões processadas no judiciário. Afinal, um encontro bastante promissor, que ocorreu, enquanto guarda-se a esperança, de que também o judiciário, some-se a participação da evolução que nos toma, enquanto humanos, a serviço, das transformações que nos compete acolher e exercer, para promovermos avanços positivos na evolução da humanidade, apoiados em permanente quebra de paradigmas, que cada vez mais, amplia a consciência sobre as correspondentes consequências e responsabilidades, que nos cabem por nossas ações, antes mesmo de qualquer exercício que aplique-se com pelo sincero propósito de obter-se justiça.


Gal Sant”Anna - Há 10 dias

 

Voltar

 

Intranet

© 2019. Todos os direitos reservados.

Logotipo da agência ato interativo